ÁREAS DE ATUAÇÃO
Societário
Fusões e Aquisições
Investimentos Estrangeiros
Imobiliário
Soluções de Controvérsias
Família e Sucessões
Compliance no Combate à Lavagem de Dinheiro nos Negócios
Mercado de Capitais
Contratos
Tributário
Financiamentos Estruturados
Antitruste
Telecomunicações
Trabalhista
Notícias
TJES: Homem é condenado a se retratar em rede social após acusar empresário de ser mau pagador « Ver Todas
O réu deve ainda indenizar em R$ 4 mil cada requerente pela postagem difamatória. 

Um morador de Venda Nova do Imigrante foi condenado a indenizar um casal, um empresário e uma advogada, em R$ 4 mil cada, por danos morais, após publicar no perfil de rede social da requerente que seu marido seria mau pagador. 

O réu deve ainda realizar a publicação de um pedido formal de desculpas pela difamação feita contra o autor, com texto de no mínimo quatro linhas, marcando os nomes dos requerentes para que haja o mesmo alcance da mensagem que causou o conflito. 

Em sua defesa, o réu não negou a ofensa, afirmando que teve razões para escrever o comentário, pois passava por dificuldades financeiras e seus devedores eram credores do autor que, segundo o réu, não pagava suas dívidas. 

Porém, segundo o Juiz da Vara Única de Venda Nova do Imigrante, a existência ou não de dívidas por parte do requerente é irrelevante: apenas os credores, caso existam, teriam legitimidade para realizar a cobrança, e ainda assim, sem difamá-lo ou expô-lo ao ridículo. 

“A difamação não causa mero aborrecimento apenas, ela macula o nome, a reputação, causa constrangimento e vexame aos requerentes, na medida em que feita em meio de amplo alcance da população, dos amigos e conhecidos do casal. Deste modo, sem dúvidas que o réu agiu ilicitamente e causou danos que, por si só, devem ser reparados”, concluiu o juiz. 

Processo nº: 0000685-65.2017.8.08.0049 

http://www.tjes.jus.br/homem-e-condenado-a-realizar-retratacao-publica-em-rede-social-apos-acusar-empresario-de-ser-mau-pagador/
NOTÍCIAS
24/05/2019
TJPB: Justiça reconhece relação de filiação socioafetiva entre sobrinho e tia que conviveram durante...


22/05/2019
TJSP: Plano de saúde deverá fornecer terapias complementares para paciente com síndrome rara


22/05/2019
STJ: Dissolução de sociedade limitada por acordo e sem partilha inviabiliza a sucessão passiva de se...


21/05/2019
TST: Cônjuge não terá contas bloqueadas para pagamento de dívidas trabalhistas do marido


21/05/2019
TRF2: carro particular para transporte de paciente até o hospital é impenhorável


Rua Augusta, 1819 - 24º andar - CEP 01413-000 - Tel: (11) 3372-1300 Fax: (11) 3372-1301 - São Paulo SP / Brasil
Criação de Site: R2Labs
Twitter LinkedIn Facebook Orkut Digg Del.icio.us Facebook Twitter